ECO PASSEIO | CIDADE DE OVAR – MOITA

ECO PASSEIO | CIDADE DE OVAR – MOITA
8 JUNHO

Venha conhecer as aves da cidade de Ovar!
Dia 8 de Junho, a Associação Amigos do Cáster e amigos vão à descoberta da avifauna da nossa cidade, num percurso que se inicia em contexto urbano e termina já dentro da Zona de Protecção Especial (ZPE) da Ria de Aveiro.
Começando no Parque Urbano, acompanhando o rio Cáster até à Ribeira e com final na Moita, atravessaremos uma série de habitats distintos desde zonas artificias, zonas adjacentes a matas/florestas e, zonas e prados húmidos.
Esta actividade é gratuita, e limitada a 20 pessoas!
Inscrições até 6 de Junho, em info@amigosdocaster.org apresentando os dados seguintes, nome, correio electrónico e número de telemóvel.
Entre 15 e 22 de Maio, inscrições abertas apenas a sócios da Associação Amigos do Cáster
Programa da Actividade:
• 9:00 Encontro e início do Passeio na Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, junto à rotunda da BP
• 11:00 Chegada à Ribeira e pausa para lanche
• 12:00 Chegada à Moita
• 13:00 Regresso ao Centro da Cidade
Colaboradores:
• João Godinho – Biólogo
• Paulo Alves – Ornitólogo
• Romão Machado – Fotógrafo de Natureza
• Frederico Pinto – Fotógrafo de Natureza

Material Aconselhado:
• Binóculos e guia de campo
• Água e lanche
• Roupa e calçado, confortável e adequado a actividades ao ar livre
• Máquina fotográfica

Categoria EcoPasseio, Rio Cáster

VII MARCHA PELA ÁGUA – “MARCHA AZUL”

No próximo dia 31 de Maio vai realizar-se a 7.ª edição da Marcha pela Água – “Marcha Azul” – dinamizada pelo Ecoclube Júlio Dinis e pela Associação Juvenil Amigos do Cáster. Esta actividade surgiu em 2008, no âmbito da colaboração com a Rede Nacional de Ecoclubes, e desde então tem-se mantido na nossa cidade. O percurso passa pelas 7 fontes da cidade de Ovar e pelo Rio Cáster. Assim, as duas fontes da Rua Alexandre Herculano – Fonte da Mota e Fonte da Vila, a Fonte dos Pelames, (agora incluídas no parque urbano da cidade) Luzes, Arruela, Combatentes e Júlio Dinis, são os pontos de paragem desta caminhada.
A Marcha Azul, tem como principais objectivos sensibilizar a população para a necessidade de poupar água, enquanto recurso escasso essencial à vida (tal como preconizado pela Declaração Universal dos Direitos da Água, lida ao longo do percurso), bem como dar a conhecer este importante património histórico-cultural da cidade que são as suas fontes.
Porque a água é o constituinte mais abundante de todos os seres vivos, a vida na Terra depende da sua existência. No entanto, apesar da água ser um recurso natural renovável, a água potável é cada vez mais um recurso limitado. Muitas pessoas que vivem neste Planeta Azul, já não têm água com as características necessárias para a poderem consumir com a devida segurança! É um dever de cada cidadão, proteger, conservar e gerir de forma sustentável a água.
Convidamos a população de Ovar a participar nesta marcha que se vai efectuar seguindo um percurso na cidade, que passará pelas fontes e pelo Rio Cáster, partindo da Praça da República pelas 15 horas, sob o lema: “Cada um é uma gota, juntos formamos corrente”. Tal como nos últimos anos, haverá uma actividade, de carácter lúdico-cientifico associada a cada fonte, de Geocaching.

Categoria Marcha pela Água

7º Eco-Ciclo-Pedi-Aqua-Paper

O Eco-Ciclo-Pedi-Aqua-Paper visa promover a consciência ambiental e o contacto com a Natureza, incentivar a descoberta do concelho de Ovar e identificar o seu património natural e cultural e proporcionar a todos os concorrentes a partilha de momentos agradáveis, de boa disposição, desportivismo e aprendizagem.

7º Eco-Ciclo-Pedi-Aqua-Paper – 26 de Outubro de 2013 – Ovar

Participa!!

Ficha de Inscrição

Categoria Associação Juvenil Amigos do Cáster

Eco-Passeio: Observação e Fotografia de Aves Pelágicas nas Ilhas Berlengas – Cancelado

Informamos que o Eco-passeio Observação e Fotografia de Aves Pelágicas nas Ilhas Berlengas agendado para o próximo Sábado, 29 de Setembro, foi cancelado, uma vez que as previsões meteorológicas para aquele dia impossibilitam a realização da actividade.

A Associação Amigos do Cáster divulgará, em breve, pelos meio habituais, outras actividades que organizará durante os próximos meses.

Categoria Associação Juvenil Amigos do Cáster

Eco-Passeio: Observação e Fotografia de Aves Pelágicas nas Ilhas Berlengas

No próximo dia 28 de Setembro, a Associação Amigos do Caster realizará um Eco-passeio ao arquipélago das Berlengas.

Esta viagem terá como objectivo a observação e fotografia de aves pelágicas que se encontram neste momento em migração.

A saída será feita do Porto de Peniche, no “Julius”, barco com 22 metros de comprimento e adaptado para este tipo de actividades.

Poderão ser observadas as seguintes aves: Ganso patola (Sula bassana), Painho de cauda quadrada (Hydrobates pelagicus), Painho de cauda bifurcada (Oceanodroma leucorhoa), Pardela de bico amarelo (Calonectris diomedea), Pardela do mediterrâneo (Puffinus mauretanicus), Pardela preta (Puffinus griseus), Gaivota de patas amarelas (Larus michahellis), Moleiro grande – alcaide (Stercorarius skua), Moleiro do Árctico (Stercorarius pomarinus)Moleiro pequeno (Stercorarius parasiticus)Torda mergulheira (Alca torda), Andorinha do mar anã (Sternula albifrons).

Se o mar o permitir será ainda possível observar golfinhos nos Farilhões.

O almoço (sardinhada) será oferecido pelo Capitão do Július, na ilha.

Recomenda-se levar: água, lanche, comprimidos para o enjoo, roupa e calçado adequados, impermeável, muda de roupa (caso venha a ser necessário), casaco quente, binóculos, máquina e objectivas para a fotografia.

A organização não se responsabiliza por qualquer dano ou acidente.

O percurso até Peniche será feito em transporte próprio, havendo a possibilidade de se combinarem boleias.

Guias: Romão Machado, fotografo de natureza e vida selvagem; Victor Maia, fotógrafo de natureza e vida selvagem, Pedro Ramalho, ornitólogo.

Categoria Associação Juvenil Amigos do Cáster

6.ª Marcha pela Água: cada um é uma gota, juntos formamos corrente!

Sob o lema “cada um é uma gota, juntos formamos corrente“, decorreu no passado Sábado, 8 de Junho, a 6.ª edição da Marcha pela Água – Marcha Azul.

Esta actividade, promovida pelo Ecoclube Júlio Dinis e pela Associação Amigos do Cáster, com a colaboração da Câmara Municipal de Ovar, levou os membros das duas associações, bem como vários cidadãos, a percorrer as diversas fontes de Ovar com o objectivo de promover este importante património histórico e cultural da Cidade, bem como de sensibilizar para a necessidade de preservar a água enquanto bem escasso e indispensável à vida (de acordo com o preconizado na Declaração Universal dos Direitos da Água).

Assim, durante uma cinzenta tarde de Sábado, os participantes neste percurso cultural e ambiental – que se tem realizado, anualmente e de forma ininterrupta desde a sua primeira edição, em 2008 - visitaram a Fonte da Vila, a Fonte da Mota, a Fonte dos Pelames (todas recentemente alvo de intervenções de requalificação promovidas pela Câmara Municipal de Ovar no âmbito da construção do Parque Urbano de Ovar), a Fonte das Luzes, a Fonte da Arruela, a Fonte dos Combatentes (esta última alvo de obras de requalificação concluídas em 2009) e a Fonte Júlio Dinis (cujas obras de valorização terminaram em 2012).

Conscientes da obrigação moral do Homem para com as gerações presentes e futuras em proteger a água enquanto necessidade vital, os participantes na 6.ª Marcha pela Água – Marcha Azul contribuíram, simbolicamente, para a educação ambiental e para a sensibilização da população.

Destaque-se que, desde a primeira edição da Marcha pela Água – Marcha Azul, em 2008, a organização pode registar uma progressiva melhoria do estado de conservação e de limpeza das fontes da Cidade, o que demonstra o papel interventivo e sensibilizador das autoridades locais que podem ter actividades como esta.

Realce-se ainda que, durante o passeio, foi efectuada uma actividade de geocaching, relacionada com o tema, com atribuição de prémios à equipa melhor qualificada.

Categoria Associação Juvenil Amigos do Cáster

Convocatória: Assembleia-Geral Ordinária de 19/07/2013

 

CONVOCATÓRIA

Nos termos dos artigos 8.º, n.º 2 e n.º 4 dos Estatutos da Associação, convoco todos os sócios para a reunião ordinária da Assembleia-Geral, a realizar no próximo dia 19 de Julho de 2013, pelas 21 horas, na Sede da Associação (sita no Largo dos Bombeiros Voluntários de Ovar, Edifício Office Center, Sala 204, Ovar), a fim de dar cumprimento à seguinte ordem de trabalhos:
 
1. Apreciação e votação do Relatório de Contas e Actividades, referente ao ano de 2012.
 
Ovar, 1 de Julho de 2013
 
O Presidente da Mesa da Assembleia-Geral,
Rafael Gomes Amorim, Dr.

Categoria Associação Juvenil Amigos do Cáster

AMA OVAR

Nota de Imprensa – Componente 1
“MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA ESPAÇOS VERDES URBANOS”

Realizou-se, no dia 25 junho de 2013, a apresentação do “MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA ESPAÇOS VERDES URBANOS” na sede da Associação Juvenil Amigos do Cáster desenvolvido pela Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA) através do Projeto
Rios.
O “Manual De Boas Práticas Para Espaços Verdes Urbanos” foi desenvolvido no âmbito de uma candidatura apresentada ao regulamento específico “Política de Cidades – Parcerias para a Regeneração Urbana”, com o n.º de operação CENTRO – 02 – RU41 – FEDER – 008083, pela Câmara Municipal de Ovar e a Associação Juvenil Amigos do Cáster com a designação “P19 – Ações de Monitorização Ambiental” – N.º 2897.
O presente manual apresenta um breve enquadramento, seguido da descrição da importância dos espaços verdes onde se destaca as principais utilizações e funções e exemplos de boas práticas em espaços verdes para a melhoria dos sistemas de drenagem, habitats e biodiversidade e envolvimento da comunidade. Apresenta-se ainda um conjunto de regras de vivência e usufruto dos espaços verde de forma sustentável e participativa.
Este projeto é cofinanciado pelo QREN, no âmbito do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro e da União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e pela Câmara Municipal de Ovar.
(Manual de Boas Práticas) (Carta da Sustentabilidade)
(Regulamento Prémio Prestígio da Sustentabilidade)
(Notificação Blogue) (Jornal Praça Pública) (Jornal João Semana) (Rádio AVFM)

Categoria AMA Ovar

AMA OVAR

Nota de Imprensa – Componente 2
“DESENVOLVIMENTO DE ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL”
A Associação Amigos do Cáster em colaboração com os Agrupamentos de Escolas de Ovar e de Ovar Sul deslocou-se às Escolas Básicas da Oliveirinha e Combatentes (uma sessão específica para docentes) , em Ovar e Oliveira Lopes em Válega para transmitir conceitos sobre utilização racional de energia, zonas húmidas, morcegos, borboletas noturnas, importância dos insetos na conservação da natureza e conservação dos rios. Nestas ações estiveram envolvidas mais de 200 crianças do primeiro ciclo do ensino básico e contámos com o apoio técnico das empresas e associações conservacionistas, “Irradiare, Ciência para a Evolução”, “AMBIODIV, Valor Natural”, “TAGIS – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal” e “Projeto Rios”, organizando 9 ações de sensibilização na Escola da Oliveirinha e 36 ações de sensibilização na Escola Oliveira Lopes. Esta ação ocorreu a 11 e 12 de junho do corrente ano.
O objetivo destas ações de sensibilização ambiental foi desenvolver nas crianças a consciência para a preservação da natureza conhecendo por um lado os seus constituintes e por outro as suas ameaças, estimulando-as a ter comportamentos mais adequados no sentido de preservarem os recursos ambientais e ainda passar a mensagem aos adultos.
Estas palestras e os restantes workshops desenvolvidos ao longo do ano de 2011, inerentes ao conceito “stop the loss”, foram desenvolvidos no âmbito de uma candidatura apresentada ao regulamento específico “Politica de Cidades – Parcerias para a Regeneração Urbana”, com o n.º de operação CENTRO – 02 – RU41 – FEDER – 008083, pela Câmara Municipal de Ovar e a Associação Juvenil Amigos do Cáster com a designação “P19 – Ações de Monitorização Ambiental” – N.º 2897.
Este projeto é cofinanciado pelo QREN, no âmbito do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro e da União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e pela Câmara Municipal de Ovar.

(Oficina introdução “stop loss”) (Oficina instrução “stop loss”) (Oficina – Gestão de Zonas Húmidas – Divulgação) (Oficina – Gestão de Zonas Húmidas – Resultado) (Oficina – Uma Experiência de História Natural… pela Noite – Divulgação) (Oficina – Uma Experiência de História Natural… pela Noite – Resultado) (Oficina – Uma Experiência de História Natural… Urbana – Divulgação) (Oficina – Uma Experiência de História Natural… Urbana – Resultado) (Oficina – Gestão de Biodiversidade em Espaços Verdes e Jardins – Divulgação) (Oficina – Gestão de Biodiversidade em Espaços Verdes e Jardins – Resultado) (Notificação Blogue) (Jornal Praça Pública) (Jornal João Semana) (Rádio AVFM) (Toda a Documentação)

Categoria AMA Ovar

AMA OVAR

Nota de Imprensa – Componente 3
“DEFINIÇÃO DE UM PLANO DE ACÇÃO PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA”

NOTA DE IMPRENSA – SUMÁRIO
A associação Amigos do Cáster emitiu a brochura “Ovar e as Alterações Climáticas”, no âmbito de uma iniciativa que pretende sensibilizar a população de Ovar e o público em geral para o impacte do consumo energético nas alterações climáticas, assim como para a necessidade de diminuir a emissão de gases com efeito de estufa (GEE) para a atmosfera.
A brochura “Ovar e as Alterações Climáticas” reflete o contributo da utilização de energia no Concelho de Ovar para o aquecimento global e para as alterações climáticas, explicando a importância da implementação de medidas de sustentabilidade energética para a minimização desse contributo.

NOTA DE IMPRENSA
As emissões atmosféricas decorrentes de ações humanas estão a contribuir para uma acumulação de gases de efeito estufa na atmosfera, o que origina alterações nas condições climáticas da terra. Os centros urbanos, pela sua densidade populacional e pelo seu estatuto como centros de riqueza, de criatividade, e como economias de escala podem ter um papel importante para mitigar o problema.
Com o objetivo de sensibilizar a população de Ovar e o público em geral para a problemática do impacte do consumo energético nas alterações climáticas e para a necessidade de minimizar a emissão de gases com efeito de estufa (GEE) para a atmosfera, a associação Amigos do Cáster
tomou a iniciativa de elaborar e promover a brochura “Ovar e as Alterações Climáticas”.
“Amigos do Cáster” é uma associação juvenil vocacionada para as áreas do ambiente, cultura e solidariedade social. Criada em 1993, tem por objeto social motivar e congregar todos os jovens para a criação e dinamização de atividades de índole ambiental e cultural, promovendo a socialização
e formação cívica dos seus associados e população em geral.
A brochura agora elaborada pretende informar sobre o contributo da utilização de energia no Concelho de Ovar para a emissão de GEE para a atmosfera e consequentemente para o aquecimento global e as alterações climáticas.
Na matriz energética do município de Ovar, constante nesta brochura, são caracterizados os consumos energéticos locais e as respetivas tendências de evolução, assim como as emissões de gases com efeito de estufa e a fatura energética associadas. A matriz energética apresenta uma desagregação por fonte energética e por setor de atividade para os anos 2011, 2020 e 2030, incluindo ainda indicadores energéticos para o período 2000-2030 e indicadores de benchmarking (contexto nacional e internacional).
Os resultados apresentados decorrem da utilização, para o território do município de Ovar, de um modelo matemático específico desenvolvido pela IrRADIARE, Science for evolution®.

OVAR E AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS – INDICADORES
No concelho de Ovar foram consumidos, no ano de 2011, 864.018 MWh/ano de energia, levando à emissão de 218 mil toneladas de CO2. Este consumo de energia representou ainda um custo total de 117 milhões de euros em energia.
As atuais tendências de consumo indiciam que a procura de energia no concelho deverá aumentar cerca de 5% até ao ano de 2020 e cerca de 12% até 2030, verificando-se uma tendência para a maior utilização de energia elétrica em detrimento do uso de combustíveis fósseis.
O município de Ovar apresenta uma intensidade energética e um consumo de energia final per capita superior à média nacional, contudo, inferior à média europeia. Estes resultados devem-se, sobretudo, a fatores socioeconómicos, embora também às condições climatéricas amenas que
caracterizam a região.
O elevado recurso a energia não renovável e a utilização excessiva de combustíveis fósseis como fonte de energia conduz não só ao aumento da concentração de CO2, como também ao aumento dos custos da energia.
O município de Ovar dispõe já de um Plano de Ação para a Energia Sustentável (PAES), onde se incluem um conjunto de medidas de sustentabilidade energética que deverão ser implementadas para atingir as metas propostas de reduço de 21% das emissões de CO2 no município, até 2020. As medidas de sustentabilidade incluídas no PAES de Ovar abrangem os principais setores de atividade, sendo essencial o envolvimento dos cidadãos, agentes locais,
empresariais, sociais e institucionais do município para o cumprimento das metas de sustentabilidade propostas.
A brochura “Ovar e as Alterações Climáticas” disponibilizada pela associação “Amigos do Cáster” constitui uma importante ferramenta de sensibilização e mobilização da população e agentes económicos para a mudança de paradigma no município de Ovar e para o contributo da
região para a mitigação das alterações climáticas, assim como para a preservação de outros recursos naturais.
Este projeto é cofinanciado pelo QREN, no âmbito do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro e da União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e pela Câmara Municipal de Ovar.

(Matriz Energética) (Matriz Energética – Sítio Município de Ovar) (Notificação Blogue) (Jornal Praça Pública) (Jornal João Semana) (Rádio AVFM)

Categoria AMA Ovar